Posted by : Cramer terça-feira, 29 de abril de 2014


PARA TODOS OS ALUNOS DO SÉTIMO ANO:

A ATIVIDADE SERÁ ENTREGUE NA SALA DE AULA, DIA 05/05.
PARA QUEM QUISER FAZER NO FERIADO, SEGUE ABAIXO, TEXTO E ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO DA PROVA MENSAL:

A BAIXA IDADE MÉDIA – SÉCULO XI AO SÉCULO XIV

Nos últimos anos do século X, foram crescentes o terror para a população Européia.  Várias previsões de catástrofes anunciavam o apocalipse. Para muitas pessoas, o mundo acabaria com a chegada do ano 1000. Mas o mundo não acabou no século X. Muito pelo contrário, a população cresceu e a população chegou no século XI revigorada e em crescimento. Mas ao longo dos séculos seguintes, a população experimentou várias transformações:

Inovações Tecnológicas:

Diversas inovações tecnológicas aconteceram ao longo da baixa idade média. Podemos citar por exemplo, a charrua, uma espécie de arado de ferro que por seu peso , revolvia melhor a terra para o plantio. Passaram também a utilizar a força do cavalo para puxa-la.  Surgiu também o moinho de água, utilizado para moer cereais. O próprio modo de utilizar a terra mudou. Antes, usavam o sistema bienal (plantavam uma terra e deixavam outra para descansar). Mas com o tempo, passaram a utilizar o sistema trienal (o terreno era divido em três partes e a cada ano uma delas descansava).

Dinheiro no campo:

Esses avanços tecnológicos, aumentaram a produção e começaram a surgir os excedentes (sobras) que passaram a ser comercializadas nas feiras medievais, juntamente com produtos manufaturados, produzidos nos burgos pelos citadinos. Esse processo fez com que o dinheiro voltasse a circular permitindo até mesmo a alguns camponeses a juntar dinheiro e pagar por sua liberdade junto ao senhor feudal. Os senhores feudais, vendo circular o dinheiro, começou a preferir o pagamento de tributos em dinheiro e não em corvéia ou talha como faziam antes. E isto, enfraqueceu a relação de fidelidade que existia entre senhor feudal e camponeses.

As cruzadas e o comércio:

Outro fator que aumentou a circulação de mercadorias, foram as cruzadas, promovidas pela Igreja com o apoio da Nobreza. Estas cruzadas objetivavam reconquistar a terra santa (Jerusalém) tomada pelos Islâmicos. Mas quando os nobres voltavam das longas viagens, traziam mercadorias para serem vendidas nas feiras medievais e estes produtos passaram a ter grande valor nas feiras, pois eram diferentes e vinham de muito longe. Nestas feiras, o grande fluxo de pessoas aumentou tanto, que em locais em que eram realizadas algumas feiras, transformou-se em cidades.
No campo, alguns camponeses também passaram a fabricar produtos manufaturados, como sapatos, ferramentas, armas e se mudaram para as cidades, abandonando as relações de vassalagem com senhores feudais e passaram a citadinos, pagando tributos em dinheiro.




A Igreja e o mercado

A Igreja Católica dominava a cultura e a religião e tinha muito poder político junto à monarquia  (Rei). Sua doutrina condenava a USURA ( juros altos) e defendia o PREÇO JUSTO, ou seja,  era ela quem determinava o preço das mercadorias vendidas nas feiras. Isto deixava os burgueses e comerciantes insatisfeitos, pois queriam comercializar livremente, mas tinham a Igreja como um impedimento

As primeiras Universidades:

A passagem de uma economia agrária para outra mista (agrária e comercial) promove mudanças também na cultura. Começaram a surgir as primeiras Universidades medievais. Alguns reis e burgueses, para fugir um pouco do domínio da igreja em relação à cultura, começaram a financiar algumas universidades independentes. Incentivavam em suas escolas, o pensamento crítico, ensinavam idiomas, contabilidade, leis...etc.

A CRISE DO SÉCULO XIV

Todo este florescimento, essas inovações, essas transformações ocorridas na Europa nos séculos XI e XIII, sofreram sérios abalos a partir do século XIV.
A sociedade Européia foi assolada por secas prolongadas que prejudicaram a agricultura. Além do sistema trienal, que desgastou grande quantidade de terras, gerou uma grave crise agrícola. Em 1315 e 1316 a fome foi tão grande que segundo relatos, algumas pessoas usavam o canibalismo (matavam crianças recém nascidas para alimentar-se).

           Para piorar, em 1347, chegou um navio vindo do oriente, que trouxe consigo uma doença conhecida como “peste bulbônica” a qual se alastrou rapidamente por todo o continente. Conhecida como Peste Negra, a doença era transmitida pela pulga do rato e sua urina. A contaminação se dava também de pessoa para pessoa. Por ter péssimos hábitos de higiene a doença ficou descontrolada e matou um terço da população.

  
Calcula-se que morreram cerca de 25 milhões de pessoas.

As crises que atingiram a população européia provocaram uma insatisfação geral. No campo, senhores feudais tentavam impedir a fuga de camponeses para os centros urbanos e, para compensar os prejuízos, aumentavam os impostos. Nas cidades, a alta burguesia (os mais ricos) impediam os artesãos de tentarem conquistar seu espaço. Toda esta situação provocou revoltas urbanas e camponesas em diversas regiões da Europa.

A crise da sociedade .

A sociedade encontrava-se em grande depressão, em função dos acontecimentos catastróficos ocorridos no continente. Criticavam a igreja, que era responsável pelas orações e pensavam que os clérigos não estavam exercendo direito suas funções.
Também começavam a questionar as ações da Igreja que vendia relíquias sagradas (sangue de Jesus, coroa de espinhos, sandálias de Jesus, roupas de santos mortos ) através da SIMONIA. Vendiam também lotes no céu, horas no purgatório para o perdão dos pecados, através das INDULGÊNCIAS.
Isto tudo foi enfraquecendo o poder da igreja.


ATIVIDADES PARA FIXAÇÃO/ RECUPERAÇÃO DE CONTEÚDO

1 – A partir do século XI, surgem por toda a Europa diversos avanços tecnológicos, especialmente na agricultura. Quais foram esses avanços e o que mudou no cotidiano das populações com estes avanços?

  
2 – o aumento do excedente (sobra) agrícola vendidos nos mercados, fez aumentar a circulação de moedas ao passo que foram sendo comercializados nas feiras medievais e isto contribuiu para o crescimento do comércio. Mas também ocorreram as cruzadas. Explique como as  cruzadas também contribuíram para o aumento do comercio.


3 – Com as transformações da agricultura e do comércio, as cidades também se modificaram, provocando uma verdadeira explosão urbana. Explique com se originou (começou) esta explosão e que transformações ocorreram nesta época na vida econômica e na vida da sociedade.

  
4 – A partir do século XI, surgiram universidades na Europa. Quem as financiou  e quais eram os objetivos?


5 – Explique como surgiram os burgueses na baixa Idade Média:


6 – Explique o que são produtos manufaturados .


7 – Por que durante a crise agrícola e a Peste Negra, as relações entre senhores feudais e camponeses foi transformada. Como se deu esta transformação?





Leave a Reply

obrigada pela participação!

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

>
<

Quem sou eu

Minha foto
Instituição de Ensino da rede privada em Santa Luzia/MG, em conexão com a Rede Pitágoras.
Tecnologia do Blogger.
Loading...

Seguidores

Postagens populares

- Copyright © 2013 COLÉGIO CRAMER - DJogzs - Powered by Blogger - Designed by Fêh-Chan -